by João de Deus Ramos (1830 - 1896)

Amo‑te muito
Language: Portuguese (Português) 
Eu não te posso a ti dizer mais nada
Senão essa palavra já sem força,
À força de empregada.
Mas eu, tímida corça
E minha amada!
Pomba inocente.
Tão longe e tão presente!

Digo-a a ti com quanta força mais,
Mais puro intuito e mais razão!
Nessa palavra as sílabas são ais
Que me saem a mim do coração:
- Amo-te... muito! muito!
(Amo-te... muito!)	

Authorship

Musical settings (art songs, Lieder, mélodies, (etc.), choral pieces, and other vocal works set to this text), listed by composer (not necessarily exhaustive)


Researcher for this text: Emily Ezust [Administrator]

This text was added to the website: 2010-07-18
Line count: 13
Word count: 65