Sonho oriental
Language: Portuguese (Português) 
Sonho-me ás vezes rei, n'alguma ilha, 
Muito longe, nos mares do Oriente, 
Onde a noite é balsamica e fulgente 
E a lua cheia sobre as aguas brilha... 

O aroma da magnolia e da baunilha 
Paira no ar diaphano e dormente... 
Lambe a orla dos bosques, vagamente, 
O mar com finas ondas de escumilha... 

E emquanto eu na varanda de marfim 
Me encosto, absorto n'um scismar sem fim, 
Tu, meu amor, divagas ao luar, 

Do profundo jardim pelas clareiras, 
Ou descanças debaixo das palmeiras, 
Tendo aos pés um leão familiar.

Confirmed with Os sonetos completos de Antero de Quental, Porto, Livraria Portuense, 1886, page 29.


Authorship

Musical settings (art songs, Lieder, mélodies, (etc.), choral pieces, and other vocal works set to this text), listed by composer (not necessarily exhaustive)


Research team for this text: Emily Ezust [Administrator] , Joost van der Linden [Guest Editor]

This text was added to the website: 2021-03-03
Line count: 14
Word count: 89